Crônica da Semana, por Marco Vasques

DE VIRGINDADES E ESTUPROS

POR MARCO VASQUES

Publicado no jornal Notícias do Dia [12/11/2012]

Quando alguém se preocupa em demasia com a vida sexual alheia é batata! Leitor, não tenha dúvida. Algo de errado sombreia a atividade hormonal daquele que aponta os dez dedos para condenar ou afirmar esta ou aquela atitude sexual do vizinho. Convenhamos que se fala mesmo é da vizinha, pois a vida sexual de um homem heterossexual nunca está em questão. Sua privacidade é ouro.
O que fica estranho é querer comentar o que não se pode afirmar. É como uma categoria de intelectual muito vigente em Bundópolis, que costuma falar inflamada de livros que nunca leu, de autores que sequer sabe escrever o nome. Porque existem coisas que não mudam. Homem virgem falando de sexo e intelectual analfabeto são coisas comuns até em departamento de universidade. E abundam em Bundópolis.
Enquanto isso: crianças morrem de fome todos os dias; mulheres são espancadas a cada minuto e outras tantas assassinadas; a educação não é prioridade; nos corredores de hospitais públicos morrem crianças, jovens, adultos e velhinhos; está mais fácil ganhar na loteria que comprar a casa própria; a polícia, como bem afirma Foucault, está a serviço do judiciário, não da população; a corrupção está generalizada; os quatrocentos anos de escravatura declarada se foram, mas aqui estamos em uma escravidão cruelmente velada; enfim, estupros e mais estupros são praticados todos os dias contra toda a espécie de direito humano.
E a mídia, a chamada grande mídia, passa todos os anos por estes assuntos, sempre de maneira superficial e aterradoramente hipócrita. Então, uma moça, que é dona de seu corpo e deve fazer dele o que bem quiser e entender, resolve vender a virgindade, antes que alguém o faça por uma ninharia, e vira assunto nacional, aliás, internacional. Como se vender a virgindade fosse coisa nova. Nem faz muito tempo, quem vendia o hímen da moçada eram os próprios pais. Alguns, inclusive, resolviam o caso em casa mesmo. Outros doavam em troca de favores. Brancas, escravas, indígenas, enfim, essa gente sem vontade, passou um cortado.
É esta grande mídia hipócrita, que vive vendendo a mulher como produto em suas propagandas, que faz do caso desta moça uma questão de Estado. A cada dez propagandas, sejam elas de cerveja, creme dental ou carro, nove tem uma “gostosa” praticamente nua. As mulheres não precisam mais dos homens para ter prazer; têm o direito irrevogável de seu corpo e, agora, finalmente, podem, elas próprias, vender aquilo que sempre lhes foi roubado, doado, vendido. E a Igreja, colecionadora de estupros, deveria, também, desvirginar seus moralismos.

Anúncios

4 respostas para “Crônica da Semana, por Marco Vasques

  • iago möller

    Gostei do ponto de vista. Um tapa na cara dessa gente hipócrita, haha

  • Soraia Salomão

    marco vasques, fez um bom texto e além, sou mulher, o himen é um tecido inóspito que deve cair em desuso nas sociedades evoluídas do futuro que não testemunharemos, mas equivocadamente no país ainda temos algumas peças de relicário em leilão, sem medida, um disparate, diante de necessidade e deficiências graves na educação, social, que você bem pontuou. em relação aos disparates não só do país, mas nas Nações em geral, me veio um pensamento sobre as mulheres na áfrica que lutamos para que elas não percam o dieito anatômico de sentir prazer, pela extirpação violenta física com sequela psiquica definitiva através da brutalidade do ato da clitorectomia; no caso desta crônicao exemplo é de uma jovem leiloando seu “selo” vaginal sustentado pela mídia fazendo valer a futilidade de um húmen, e, outras, tendo isso tudo, e, não podendo, ou não saendo usar, estão morrendo de fome. quem somos nós? somos todos da mesma espécie…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: